quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Conselho Tutelar CT-I tem novo endereço em Guarus, Campos


O núcleo do Conselho Tutelar CT-1, em Campos dos Goytacazes, já está funcionando em novo endereço: Avenida Carlos Alberto Chebabe, número 634, Guarus, de 8h às 18h, além dos plantões noturnos.

A mudança de sede foi reivindicação dos conselheiros que atuam no núcleo, uma vez que vai permitir melhorar ainda mais o atendimento às pessoas que procuram os serviços do órgão.

O núcleo C-1 pode ser acionado pessoalmente ou pelo telefone (22) 98829-4368 e os e-mails: tutelarg1@gmail.com e conselhotutelarcampos@gmail.com (geral), para fazer qualquer denúncia sobre desrespeito ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Confira abaixo a área de abrangência do CT-I em Guarus:

Nova Canaã, Fundão, Lagoa das Pedras, Parque Aldeia, Aldeia II, Parque Boa Vista I, Parque Boa Vista II, Parque Cidade Luz, Parque Guarus, Parque Lebret, Parque Santa Helena, Parque São José, Parque São Mateus, Parque Vera Cruz, Parque Santos Dumont, Sapucaia Três Vendas, Parque Bonsucesso, Parque Visconde de Ururaí, Parque Maracanã, Parque Niterói, Parque Pomares, Vila Nova, Cobra Velha, Conselheiro Josino, Espirito Santinho, Faísca, Giro Faísca, Guandu, Km 8, Km 9, Km 10, Km 11, Km 12, Km 13, Km 14, Km 15, Matutu Morro do Côco, Murudum, Palmares, Ribeiro Amaro, Boa Vista, Santa Maria, Santo Eduardo, Chave do Paraíso, Mata da Cruz, Mutuca.

sábado, 19 de agosto de 2017

Fuligem como cartão de visitas


Quem mora em Campos dos Goytacazes sabe exatamente quando a moagem já está em pleno vapor, porque incorpora à decoração da casa, a contragosto, a fuligem que emporcalha quintais e interiores, funcionando como um cartão de visitas às avessas.

O município já teve mais de 20 usinas sucroalcooleiras e, agora, se chegar a duas ou três operando será muito.

Só o estrago da fuligem continua o mesmo e há quem duvide que as queimadas serão extintas em 2025, como acordado com o MPE há alguns anos.

Quem viver, verá. Ou não.

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Darcy Ribeiro em seminário pelos 24 anos da Uenf

O idealizador da Universidade Estadual do Norte Fluminense, Darcy Ribeiro, que também dá nome à instituição, será tema de um seminário a ser realizado no próximo dia 16 de agosto, no Centro de Convenções Oscar Niemeyr.

O evento faz parte das comemorações dos 24 anos da Uenf.

Confira abaixo os detalhes do seminário:


sexta-feira, 28 de julho de 2017

Projeto Banho de Vida acontece neste sábado, em Rio das Ostras


Agência Missionária Ação Resgate atende moradores em situação de rua com cortes de cabelo e barba, além de doação de roupas e lanche

Um projeto sem fins lucrativos, que acontece há cerca de um ano na cidade de Rio das Ostras e atualmente já é realizado em mais três municípios, sendo Campos, Cabo Frio e Macaé. Assim é o Banho da Vida, do Projeto da AMAR - Agência Missionária Ação Resgate.

A ação, que tem o objetivo de atender moradores em situação de rua, acontece uma vez por mês, com cortes de cabelo e barba, doação de roupas e lanches. Os assistidos recebem um kit de banho, com toalha, xampu, condicionador, sabonete, creme dental e escova.

O próximo Banho da Vida ocorre neste sábado, dia 29, a partir das 14h, na Concha Acústica da Praça São Pedro, no Centro de Rio das Ostras. O projeto é realizado por meio de uma carretinha móvel, com dois chuveiros, sendo um masculino e o outro feminino, para a realização dos banhos, que, no inverno, tem água quente. Também existem lavatórios na área externa para higiene bucal.


Segundo os coordenadores do projeto, o objetivo principal dos voluntários é promover a autoestima e a reinserção das pessoas em situação de rua, às suas famílias. “Estamos seguindo os preceitos cristãos de servir ao próximo e, através da pregação da Palavra de Deus, buscando conversões de fé em Jesus Cristo, para que eles tenham uma vida digna e com mais paz”, disse uma voluntária.

Toda mobilização e ações do projeto são desenvolvidas por voluntários. Para isto, o Banho da Vida necessita de doações de produtos de higiene pessoal, roupas e calçados. Mais informações pelo telefone (22) 99883-0367.

(com assessoria)

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Seminário “Volta, Monitor!” começa nesta terça, no Uniflu


Começa nesta terça-feira, 22 de julho, o seminário “Volta, Monitor!”, como parte de atividade acadêmica de abertura do Semestre Letivo 2017 do curso de Jornalismo do Centro Universitário Fluminense (Uniflu), em Campos.

O evento, que tem como objetivo reforçar a campanha visando a reabertura do jornal Monitor Campista, que encerrou suas atividades no dia 15 de novembro de 2009, por decisão do Grupo Diários Associados.

Estarão presentes ao seminário, representantes de ex-funcionários do jornal, que contarão histórias da redação, da Associação de Imprensa Campista (AIC) e do Arquivo Público Municipal, que também organiza uma exposição a ser realizada em novembro deste ano, contando com o acervo do Monitor Campista, documentário e o lançamento de uma edição especial.

O seminário acontecerá na terça, quarta, quinta e sexta-feira, entre 19h e 21h, no auditório do Uniflu, no centro de Campos, aberto a toda comunidade.

Confira abaixo a programação:
  
25 de Julho - Terça-feira - 19h às 21h
Histórias de redação - Ex-funcionários contam suas experiências no jornal
Expositores: Hélvio Cordeiro, Mariane Pessanha e Jô Siqueira.
Moderação: Liliane Barreto.

26 de Julho - Quarta-feira - 19h às 21h
Importância patrimonial e situação do acervo do Monitor Campista
Expositores: Rafaela Machado, Francisco Antônio Alves e Eugênio Soares
Moderação: Larissa Manhães.

27 de Julho - Quinta-feira - 19h às 21h
Como fazer o Monitor Campista voltar a circular - I
Expositores: Inês Ururay (Uniflu), Vitor Menezes (AIC), Paulo Roberto Rangel (PMCG) e Cilênio Tavares(ex-funcionário)
Moderação: Jacqueline Deolindo.

28 de Julho - Sexta-feira - 19h às 21h
Como fazer o Monitor Campista voltar a circular - II
Grupo de trabalho para sistematização das propostas apresentadas na noite anterior e aprovação de documento com resolução do seminário, com participantes de todas as mesas e demais interessados. Moderação: Jacqueline Deolindo.

Realização: Uniflu


Fonte: assessoria.

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Uniflu promove seminário "Volta, Monitor!"

O curso de Comunicação Social do Uniflu vai promover um seminário para discutir o retorno do jornal Monitor Campista, que encerrou suas atividades em 15 de novembro de 2009.
Confira abaixo a programação:

Atividade acadêmica de abertura do Semestre Letivo 2017.2 no Curso de Jornalismo do Uniflu

Aberto à comunidade

Programação:

25 de Julho - Terça-feira - 19h às 21h
Histórias de redação - Ex-funcionários contam suas experiências no jornal
Expositores: Hélvio Cordeiro, Mariane Pessanha e Jô Siqueira.
Moderação: Liliane Barreto.

26 de Julho - Quarta-feira - 19h às 21h
Importância patrimonial e situação do acervo do Monitor Campista
Expositores: Rafaela Machado, Francisco Antônio Alves e Eugênio Soares
Moderação: Larissa Manhães.

27 de Julho - Quinta-feira - 19h às 21h
Como fazer o Monitor Campista voltar a circular - I
Expositores: Inês Ururay (Uniflu), Vitor Menezes (AIC), Paulo Roberto Rangel (PMCG) e Cilênio Tavares(ex-funcionário)
Moderação: Jacqueline Deolindo.

28 de Julho - Sexta-feira - 19h às 21h
Como fazer o Monitor Campista voltar a circular - II
Grupo de trabalho para sistematização das propostas apresentadas na noite anterior e aprovação de documento com resolução do seminário, com participantes de todas as mesas e demais interessados. Moderação: Jacqueline Deolindo.

Realização: Uniflu

Fonte: assessoria.

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Pezão e a sangria da UENF


O que o governo Pezão está fazendo com a Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF) é um crime que terá consequências desastrosas para o futuro da instituição, não bastassem as dificuldades do momento, que beiram à irresponsabilidade.

A UENF foi criada há mais de 22 anos, idealizada por Darcy Ribeiro após uma luta comovente de vários segmentos da sociedade campista, com a proposta de servir de ponte para o desenvolvimento regional, entre outras atribuições que vem dando à ciência do país, de um modo geral. Tanto que há anos tem conquistado posição de destaque como a melhor universidade do Estado do Rio de Janeiro.

A dívida de R$ 65 milhões que o governo Pezão tem com a universidade mostra o claro desprezo e desrespeito com a educação, o que não é só o caso da instituição, mas com toda a área educacional em território fluminense. Isso sem falar no atraso do pagamento aos servidores, de um modo geral, o que compromete, além do orçamento doméstico dos mesmos, também os demais segmentos da economia, como comércio e serviços, por exemplo.

Estive na Uenf por um período de pouco mais de dois anos e vejo com muita tristeza e indignação o que está acontecendo neste momento com a Universidade do Terceiro Milênio, com suas atividades praticamente paralisadas - UERJ e UEZO estão na mesma situação.

Em tempo: seria bom que o governador viesse à público dar explicação sobre o destino da arrecadação estadual, uma vez que os contribuintes continuam pagando seus impostos.

Agora mesmo, mais um ônus, a taxa de incêndio, criada para bancar os serviços do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio, mas que se sabe que vai mesmo para um caixa único, ou seja, pode ser destinada para qualquer área que não seja ao objetivo para a qual foi criada.

(foto: Paulo Damasceno)